Image for post
Image for post
Sebastián Moreno | Tech Lead | everis Chile

Como se tornar um Google Cloud Certified Professional Cloud Architect em um mês

Tudo começou ao aceitar um desafio no lugar onde trabalho. O objetivo era obter a certificação como Professional Cloud Architect em um mês. Antes de chegar até mim a notícia deste desafio, eu estava pensando em fazer o track de especialização da Coursera chamado Architecting with Google Cloud Platform, mas claramente minha meta para terminar este track de especialização era, no começo, muito mais folgada. Agora, as coisas eram totalmente diferentes, eu só tinha 30 dias.

A primeira coisa que fiz foi começar com o track de especialização. O track de Architecting with Google Cloud Platform (de agora em diante, sua bíblia se vocês quiserem passar no exame) é composto por seis cursos, cada um projetado para ser concluído entre uma e duas semanas tranquilamente. Meu primeiro objetivo era terminar os cursos em uma semana para poder me preparar durante as três semanas seguintes nos casos de exemplo (outro dos fatores extremamente importantes para ser aprovado no exame).

A verdade é que eu terminei todos cursos do track de especialização em duas semanas, me dedicando pelo menos entre dois e três dias da semana após o trabalho e todo o final de semana. Ou seja, eu tinha apenas duas semanas para preparar os casos de exemplo e fazer o exame.

01) Tome notas pessoais ao ministrar os cursos do track (isso pode ser no seu próprio computador, tablet, caderno etc.), pois após concluir os cursos, vocês vão precisar fazê-lo novamente (desta vez, de maneira muito mais rápida e após seguir as dicas dois e três que mencionarei a seguir) para reforçar as áreas nas quais vocês sentem mais dificuldades. Minha maneira de tomar notas foi em meu próprio computador, tirando screenshots de seções dos vídeos que me pareciam interessantes para não precisar voltar a assistir o vídeo inteiro caso tivesse alguma dúvida, e salvando as tabelas comparativas ou árvores de decisão que apareciam.

Também é importante realizar todos os laboratórios práticos incluídos nos cursos. A tentação de ignorá-los pode ser alta por não ser obrigatório realizar os laboratórios para ser aprovado nos cursos, mas eles são realmente necessários para assimilar o lado prático da matéria.

02) Faça o exame de prova que o Google oferece.

A primeira vez que fiz esse exame de prova foi ao terminar o track de especialização. Eram 23 perguntas e a recomendação é fazê-lo em 45 minutos. Acertei apenas 13 perguntas das 23. O bom deste exame é que, no final, ele mostra quais perguntas você acertou, quais errou e quais são as respostas corretas das perguntas, o que será crucial para a próxima dica.

03) Anote todas as perguntas que vocês errarem e volte a realizar o track de especialização (desta vez de maneira muito mais geral e rápida), reforçando o conteúdo em que vocês se mais dificuldade de acordo com as áreas que erraram no teste prático. Neste ponto, é importante complementar suas anotações pessoais com o novo conteúdo, pois isso será útil no momento de repassar o conteúdo nos dias anteriores ao exame.

04) Após seguir esses passos até aqui, recomendo que façam novamente o teste prático para ver quão bem puderam assimilar o novo conteúdo.

05) Depois de todos esses passos: terminar o track de especialização com suas próprias anotações personalizadas, realizar o teste prático, voltar a fazer o track reforçando o conteúdo de acordo com as perguntas incorretas, atualizar suas anotações e fazer pela segunda vez o teste prático, vocês podem enfrentar aquela que eu diria ser a parte mais difícil e que toma mais tempo do exame: os casos de exemplo.

Como o nome diz, são quatro casos que o Google propõe e sobre os quais serão feitas perguntas que correspondem a aproximadamente 40% do exame, portanto é muito importante lê-los (não é necessário memorizá-los, pois podem ser consultados em uma tela dividida durante todo o exame). Alguns pontos a serem considerados são os seguintes:

· Estratégia de Negócio: Este ponto é importante, pois pequenas sutilezas podem fazer a diferença entre uma solução e outra. O mais importante neste caso é ver se a solução deve ser global ou regional, a quantidade de informações que precisa ser processada, a rapidez para entregar novos recursos, a otimização de recursos etc.

· Estratégia Técnica: Neste ponto, os casos mais considerados são utilizar serviços gerenciados pelo Google Cloud quando for possível, que as soluções sejam NO-OPS quando for possível (especifica-se quando não é possível devido a sistemas personalizados), reduzir a latência para soluções globais, ter soluções autoescaláveis, armazenar grande quantidade de informações para poder ter estatísticas ou análises (várias soluções fazem referência a BigQuery).

· Otimização de Custos: Qual de todas as soluções propostas é a mais eficiente para o cenário atual, obedecendo à estratégia de negócio e técnica. Nem sempre a solução mais elegante é necessariamente a solução mais eficiente para o caso de exemplo proposto. Várias perguntas fazem referência aos diferentes tipos de Cloud Storage e ao Ciclo de Vida do mesmo para reduzir custos.

· Suportar o design atual do aplicativo a ser migrado: Aqui é fundamental entender quais soluções do Google Cloud são as mais fáceis para migrar aplicativos, jobs ou BDD existentes. Por exemplo: para migrar uma BDD PostgreSQL é possível utilizar Cloud SQL, ou para migrar jobs em Hadoop pode-se utilizar Dataproc. Haverá perguntas referentes a migrar aplicativos realizando a menor quantidade de modificações.

· Como avaliar se a solução implementada foi a correta: Neste item, faz-se referência geralmente ao Stackdriver e como é possível analisar se a solução aplicada está sendo bem-sucedida na produção referente a KPI e ROI. Vocês irão se deparar com perguntas que fazem referência a quais tipo de métricas podem fornecer informações sobre o sucesso ou fracasso da saída para produção. Alguns exemplos se referem a medir a quantidade de visitas em um site, quantidade de erros, etc.

Após estudar os casos, recomenda-se estudar as soluções de referência propostas pelo Google. Por último, o que posso lhes recomendar é que reforcem as áreas em que tenham mais dúvidas consultando diretamente a documentação oficial da Google Cloud Platform.

Desejo-lhes muito sucesso neste desafio e espero que tenha um bom desempenho. Para qualquer dúvida, podem me perguntar que ficarei feliz em ajudar.

PS: Deixo também como referência um PDF com minhas anotações pessoais para que vocês tenham ideia do que é importante estudar. Cabe destacar que vocês precisam criar suas próprias anotações, pois assim é mais fácil assimilar o conteúdo dos vídeos e, posteriormente, revisar a matéria.

· Realizar o track de especialização Architecting with Google Cloud Platform.

· Tomar notas personalizadas de cada módulo.

· Realizar todos os laboratórios dos cursos

· Terminado o track, fazer o exame de prova.

· Identificar dificuldades de acordo com as perguntas que errarem ou material que não se sentem seguros para entender.

· Voltar a fazer o track de especialização, reforçando as áreas com mais ­­dificuldade e atualizando suas anotações personalizadas.

· Estudar os quatro casos de exemplo do Google.

· Estudar as soluções de referência propostas pelo Google.

· Reforçar áreas em que tenham mais dúvidas consultando a documentação oficial da Google Cloud Platform.

· Entender a diferença de usar cada solução em relação a aspectos como a estratégia de negócio, estratégia técnica, otimização de custos, suporte de design atual do aplicativo no ambiente On-premise, suporte para armazenar e processar grande quantidade de informações.

By: Sebastian Moreno E

Written by

Exponential intelligence for exponential companies

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store