Image for post
Image for post
Lorran Goncalves Mafra | Growth Hacker, Digital Channels Performance | everis Brasil

O que muda de MAU para MAD?

O trabalho de Growth Hacking vem sendo solicitado cada vez mais, principalmente em empresas com característica de lidar com um grande volume de dados, como as instituições financeiras, por exemplo. O termo em inglês “growth” significa crescimento, aumento, desenvolvimento. Sean Ellis (empresário, investidor anjo e consultor de startups) criou o termo para descrever um marketing orientado a experimentos, com foco em identificar oportunidades buscando resultados rápidos para o crescimento da empresa.

Em meio a tantos dimensões e métricas, algumas destacam-se no dia a dia destes experimentos. Para algumas pessoas que já trabalham com desenvolvimento e estratégias em aplicativos mobile, essas duas métricas podem ser bastante conhecidas: MAU e MAD. E você, conhece? Segue uma breve reflexão com a intenção de possibilitar maior clareza tanto em seus significados como também no que difere uma da outra.

Essas métricas têm como principal característica mensurar o engajamento do público, são essenciais para saber a recorrência e a quantidade de usuários que estão na plataforma mês a mês.

Então, o que significa cada uma delas? Traduzindo literalmente:

MAU — Monthly Active Users

MAD — Monthly Active Devices

O nome praticamente auto se explica, mas se usar o conceito errado pode confundir bastante no momento de desenvolver uma análise. No MAU se mensura a quantidade de usuários logados ou deslogados que acessaram o aplicativo, e em MAD o total de dispositivos únicos logados ou deslogados, em ambos no período de um mês.

Para montar essas métricas seguimos o seguinte conceito:

1º Os logados devem ser considerados os usuários que tenha uma chave de identificação quando acessam o Aplicativo. Exemplo: CPF, Nome de usuário, apelido e etc.

2º Os deslogados são aqueles que não possuem essa chave quando extraímos os dados. Provavelmente a informação da chave vem vazia na linha, trazendo apenas o device ID e o modelo do aparelho.

3º Para os deslogados sem chave de identificação, colocamos o Nick no nome do device ID e assim chegamos aos logados e deslogados e total de MAU. Segue exemplo ilustrativo:

Analisando a imagem acima aferimos o MAU e MAD, segue o resultado:

MAU — Monthly Active Users = 17

MAD — Monthly Active Devices = 16

A ideia do device é ajudar a contabilizar também os usuários deslogados na plataforma, ou seja, os números de MAU aumentam significativamente porque eles acessaram o APP e fizeram alguma ação. Nesse cenário, podemos levantar várias suposições de porque essas pessoas não logaram, é aí que entra ainda mais forte a atuação de um Growth Hacker Specialist, para traçar novas estratégias e experimentos, como de implementar novas formas de login, por exemplo, adotando um login rápido com Facebook ou Gmail.

É bastante relevante que todo time envolvido na estratégia de uma ação ou produto tenha clareza de cada métrica discutida, para não comprometer de forma negativa as análises e as tomadas de decisões. Por isso, encerramos essa reflexão com uma dica: busque manter o conhecimento do seu grupo nivelado. A democratização das informações potencializa a evolução do seu produto, sua marca e do seu time!

Written by

Exponential intelligence for exponential companies

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store