Image for post
Image for post

Os seres humanos são negociadores por natureza. A negociação faz parte da nossa vida quotidiana, pois sem perceber, estamos sempre negociando: em casa, no trabalho, na rua ou na escola. Saber realizar uma boa negociação é essencial para as pessoas que exercem liderança e que devem resolver situações complexas, e é evidente que se trata de um aditivo essencial para o sucesso em diversas áreas, no entanto, ainda existem muitos mitos à sua volta.

Durante muito tempo, a negociação foi vista como uma ação que tem o único objetivo de derrotar quem está do outro lado, a qualquer custo, e tem sido entendida como uma forma de demonstrar que uma das partes está acima da outra. Alguns dos mitos mais conhecidos em torno desta questão são:

Negociar é mentir, tirar proveito e ser mais esperto.

Antagonismos onde um ganha e o outro perde não são bons, não resolvem problemas e não produzem benefícios. Na realidade, em muitas negociações, o verdadeiro objetivo é ouvir a outra parte e seus pontos de vista, a fim de encontrar alternativas que permitam o desenvolvimento de uma proposta win-win, onde existam benefícios para todos os envolvidos.

A negociação gira em torno de MIM (como pessoa, como empresa, como cônjuge, como irmão etc.)

Em uma negociação, é de grande importância que o problema em questão seja reconhecido, que seja tratado com empatia e que os interesses das partes envolvidas sejam respeitados. Uma vez identificadas todas as necessidades e interesses, as melhores soluções devem ser exploradas com base em uma boa comunicação.

A negociação é intuitiva.

É verdade que existem pessoas que são mais fáceis de negociar devido à sua personalidade, mas definitivamente os três elementos mais importantes para obter sucesso numa negociação são: preparação, preparação e preparação.

Dois bons negociadores nunca conseguem chegar a um acordo.

O objetivo de conduzir uma negociação é gerar uma estratégia win-win, para que bons negociadores construam acordos rapidamente, fazendo-o de forma escalonada: começando com a elaboração de acordos fáceis até chegar aos temas mais complexos, que necessitam mais comunicação e preparação.

Em suma, a negociação vai além de ganhar dos outros e tem como objetivo beneficiar todas as partes. Há quatro princípios fundamentais estabelecidos na metodologia de Harvard, surgida nos anos 70, para uma negociação bem-sucedida e qualquer pessoa que queira aprender a negociar:

1. Separe as pessoas dos problemas: ao negociar você deve ser duro com os problemas e cordial com as pessoas.

2. Foque nos interesses e não na sua posição: compreender os interesses das partes envolvidas é essencial para encontrar a melhor solução.

3. Crie alternativas mutuamente benéficas: explorar e analisar as necessidades dos envolvidos ajudará a gerar a melhor proposta, na qual todos obterão valor na negociação.

4. Utilize critérios objetivos para avaliar o progresso das negociações: utilizar valores como respeito, conformidade e compromisso.

Seja em casa, no trabalho ou em qualquer outro ambiente, saber negociar pode abrir uma janela de oportunidades e até mesmo melhorar as relações pessoais.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store